A macro estratégia DLBC para a TQT parte da explicitação dos principais desafios de desenvolvimento que se colocam à região, formula a visão e os objetivos a cumprir para responder a esses desafios, identifica as principais áreas de intervenção de forma a sinalizar os instrumentos financeiros a mobilizar e antecipa um exercício sobre os resultados esperados da estratégia.

A macro estratégia fundamenta-se nos resultados do diagnóstico estratégico do território, explorando os cruzamentos entre os pontos fortes e as oportunidades (vantagens competitivas), os pontos fracos e as oportunidades (necessidades de reorientação), os pontos fortes e as ameaças (as necessidades de defesa), e capitaliza o conjunto de contributos fornecidos pelos principais stakeholders ao longo de sessões de trabalho e entrevistas que animaram o período de elaboração.

A macro estratégia constitui uma resposta integrada aos principais problemas que se colocam ao desenvolvimento local no território, construída segundo uma abordagem ascendente e estratégica, com o envolvimento de uma parceria pertinente que abrange os atores representativos dos diferentes domínios de intervenção e que combina virtuosamente os contributos dos instrumentos financeiros disponíveis – FEADER, FSE e FEDER.

A elaboração da macro estratégia obedeceu ao princípio da coerência, não só no que respeita às principais orientações comunitárias e nacionais relativas à programação dos fundos comunitários para o período 2014-2020 e, em particular às estratégias DLBC, mas também às opções de desenvolvimento estabelecidas no PDR, no Programa do Norte 2020 e nas estratégia da CIM Alto Trás-os-Montes e Douro.